Bradesco lança Seguro Proteção Digital para quem usa PIX



O Bradesco anunciou recentemente o “Seguro Proteção Digital”, que tem como objetivo indenizar os clientes por transações indevidas decorrentes de perda, furto e roubo do celular do segurado.

Este novo seguro do Bradesco deve cobrir golpes por transferências feitas via PIX, TED e DOC, esses valores e limites ainda não foram divulgados ainda pela instituição.

Esses documentos disponibilizados pelo Bradesco referente às condições gerais do novo produto afirmam que haverá limites de indenização por ocorrência e um teto anual que deve ser até duas vezes o limite estipulado no contrato do novo Seguro Proteção Digital.


BRADESCO SEGURO

O Seguro deve cobrir transferências via PIX, TED e DOC, a instituição informou que o serviço deve cobrir também pagamentos de boletos não autorizados e recargas de celular, o aparelho celular do segurado não entrará na cobertura do seguro.

Nenhum dos seguros divulgados neste mês protegem os clientes dos golpes PIX feitos por meio de ligações e mensagens. Os novos produtos de seguro servem apenas para situações onde existe coação. Ou seja, se o segurado sofreu um golpe/fraude mas não foi coagido, o seguro não será acionado.

Por conta de inúmeros golpes e fraudes envolvendo o PIX, o Banco Central adicionou novas medidas de segurança ao sistema de pagamentos instantâneos brasileiro.


BRADESCO – FIQUE LIGADO

A partir de novembro, as instituições financeiras participantes do PIX poderão bloquear o recebimento de transferências a pessoas físicas por até 72 horas se houver suspeita de fraudes.

O Banco Central do Brasil, esse bloqueio preventivo do PIX deve permitir que as instituições financeiras façam uma análise mais completa e cuidadosa de fraude nas contas. Desse modo, é possível aumentar as chances de recuperação dos recursos das vítimas. Segundo o BC, todos os bloqueios serão comunicados ao usuário recebedor.

Por causa de grandes números de crimes envolvendo o PIX no país, diversas instituições financeiras têm lançado seguros para transações indevidas, umas das primeira instituição financeira a anunciar a novidade foi o Mercado Pago.

Click to rate this post!
[Total: 0 Average: 0]